-->


Sistema Mediador
Solicitação de Registro de Instrumento Coletivo
Legislação
Leis, Atos, Decretos, Portarias, e Resoluções do MTE
Dúvidas Trabalhistas
Férias, Horas Extras, Salário, Outros...
FGTS: Movimentações via SMS
Folder e Formulário
ASSÉDIO SEXUAL
Cartilha
PISO SALARIAL
Piso Mínimo Regional do PR


Veja Mais Fotos


 Jornada de 40 HORAS
Imprimir PDF

Em carta, Lula indica Haddad para vice

O desejo de Lula e da direção do PT era anunciar o nome do vice apenas em 15 de agosto, mas advogados do partido alertaram para o risco de a chapa ser cassada

 

Em mensagem enviada ao PT neste domingo (5), o ex-presidente Lula diz que Fernando Haddad é o melhor para enfrentar o debate eleitoral, indicando sua preferência pelo nome do ex-prefeito de São Paulo para assumir a vaga de vice na campanha presidencial.

 

Ainda segundo petistas, Lula insiste para que se consolide a aliança com o PCdoB. Reunida desde a tarde deste domingo, a Executiva Nacional do PT se manifestou, em grande maioria, pela indicação de Haddad para vice na chapa presidencial.

 

Apesar da preferência por Haddad, integrantes do partido, como Valter Pomar, insistiram durante a reunião pela escolha de um nome de outro partido, fazendo com que o debate invadisse a noite. Além disso, o comando do PT dedicou todo o dia à tentativa de convencer o PCdoB a ocupar, pelo menos até 15 de agosto, um banco de reserva da vaga de vice. Até lá, Haddad deveria assumir o posto, com a tarefa de representar Lula em debates e atividades de campanha.

 

A articulação com o PCdoB foi iniciada pela manhã, quando a cúpula do PT se reuniu com dirigentes do partido pedindo que desistissem do lançamento de Manuela D'Ávila para a disputa presidencial, com a promessa de assumir futuramente a cadeira de vice. Em resposta, o PCdoB reafirmou publicamente a candidatura de Manuela e anunciou seu vice.

 

À noite, enquanto esperava por um endosso de Lula à candidatura de Haddad, dirigentes petistas mantinham conversa com o PCdoB. A reportagem apurou que os petistas ameaçaram romper alianças regionais com o PCdoB caso o acordo não se concretizasse. Mas voltou atrás.

 

A negociação para possível indicação de Haddad tem sido marcada por muita tensão e incertezas. Com a negativa de Jaques Wagner, cotado como plano B, de assumir o posto, Lula deu aval para que Haddad ficasse com a vaga. Ele também é apontado como opção quando o ex-presidente for declarado inelegível para outubro.

 

Indefinição até o último momento

O desejo de Lula e da direção do PT era anunciar o nome do vice apenas em 15 de agosto, último dia de registro de candidaturas. Mas os advogados do partido têm alertado sobre os riscos de que alguns juízes do TSE adotem um entendimento diferente – de que o prazo para a indicação do vice é na segunda-feira (6), 24 horas após o término do prazo para as convenções. Nesse caso, insistir em deixar a vaga aberta até o dia 15 é um risco, que pode culminar até na cassação de toda a chapa petista.

 

 

 

 

Fonte: Gazeta do Povo, 6 de agosto de 2018.

 


CNPJ: 81.104.341/0001-09 | Código Sindical: 913.000.000.03342-5
Rua Hildebrando de Araújo, 429 – Jd. Botânico | CEP 80.210-260 – Curitiba/PR
Fone/Fax: (41) 3362-7778 | Email: sesocepar@sesocepar.org.br