-->


Sistema Mediador
Solicitação de Registro de Instrumento Coletivo
Legislação
Leis, Atos, Decretos, Portarias, e Resoluções do MTE
Dúvidas Trabalhistas
Férias, Horas Extras, Salário, Outros...
FGTS: Movimentações via SMS
Folder e Formulário
ASSÉDIO SEXUAL
Cartilha
PISO SALARIAL
Piso Mínimo Regional do PR


Veja Mais Fotos


 Jornada de 40 HORAS
Imprimir PDF

Áudio mostra coação de Cristiane Brasil a funcionários em campanha de 2014

Deputada disse ‘no outro dia, vocês perdem o emprego’ a pessoas da Secretaria Especial de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida

 

Durante a campanha em que foi eleita deputada federal, em 2014, Cristiane Brasil (PTB-RJ) coagiu funcionários da Secretaria Especial de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida da prefeitura do Rio, da qual era titular, a votarem nela e arrumarem outros 30 votos, sob risco de perderem o emprego. Um áudio obtido pelo “Fantástico”, da TV Globo, mostra a cobrança feita pela parlamentar em uma reunião com cerca de 50 pessoas, dentro da secretaria.

 

— Se eu perder a eleição de deputada federal... Eu preciso de setenta mil votos. Eu fiz quase trinta (mil votos, em 2012, quando foi eleita vereadora no Rio). Agora são setenta mil. No dia seguinte, eu perco a secretaria (se não for eleita deputada). No outro dia, vocês perdem o emprego — ameaçou Cristiane.

 

Em outro momento da reunião, a deputada foi ainda mais direta:

 

— Se amanhã vocês ficarem desempregados, como é que vai ser a vida de vocês? Vai ficar um pouquinho mais complicada, não é? Eu só tenho um jeito de manter o emprego de vocês: me elegendo.

 

Um perito confirmou ao “Fantástico” que a voz na gravação é da deputada. Um funcionário que trabalhou na secretaria disse à TV Globo que reuniões desse tipo eram frequentes e que ele se sentia pressionado a fazer campanha. Cristiane também deu exemplos de abordagens:

 

— Se cada um no âmbito familiar me trouxer 30 fidelizados... “Pô, tu é minha mãe. Se tu não votar nela (Cristiane), eu perco o emprego”. Olha que poder de convencimento essa frase tem. Para o marido: “Meu querido, vai querer pagar minhas calcinhas? Então me ajude.”

 

Filha de Roberto Jefferson, presidente do PTB, Cristiane foi eleita vereadora em 2012 e depois foi convidada pelo então prefeito do Rio, Eduardo Paes, para ser secretária municipal. A deputada pretendia que a estrutura da secretaria, voltada aos idosos, fosse usada de maneira a turbinar sua candidatura:

 

— Eu preciso de uma coisa que está na mão de vocês (funcionários) agora, que é a credibilidade junto ao idoso. É a amizade que eles têm com vocês. É o carinho que eles têm com vocês no dia a dia.

 

Ex-cunhado de Cristiane, o deputado estadual Marcus Vinícius (PTB-RJ) também participou do encontro e reforçou o discurso dela. Em nota, a deputada disse que “nunca pediu votos a servidores públicos durante o expediente ou dentro da repartição”. Marcus Vinícius afirmou que não se manifestaria por “desconhecer a gravação”.

 

 

 

 

                       

Fonte: O Globo, 05 de fevereiro de 2018

 


CNPJ: 81.104.341/0001-09 | Código Sindical: 913.000.000.03342-5
Rua Hildebrando de Araújo, 429 – Jd. Botânico | CEP 80.210-260 – Curitiba/PR
Fone/Fax: (41) 3362-7778 | Email: sesocepar@sesocepar.org.br